shadow

Celestino Vietti teve um sábado (5) glorioso em Buriram. Depois de avançar para o Q2 com o melhor tempo do Q1, o #13 fez a festa da VR46 ao apertar o passo nos instantes finais para assegurar sua primeira pole-position no Mundial de Motovelocidade.

 

Em boa fase, John McPhee foi um dos primeiros a se instalar na ponta da tabela no Q2, mas logo foi superado por um Lorenzo Dalla Porta 0s094 melhor. Na hora do pit-stop, Celestino Vietti tinha o terceiro tempo, só 0s003 mais lento que o piloto da SIC.

 

De volta à pista, Gabriel Rodrigo foi 0s097 melhor que Dalla Porta e assumiu a pole provisória. Já com o cronômetro zerado, Vietti foi a 1min42s599 para assegurar a posição de honra pela primeira vez na carreira.

Celestino Vietti (Foto: Reprodução)

0s118 mais lento, Marcos Ramírez ficou com o segundo posto, à frente de Albert Arenas. Kaito Toba abre a segunda fila, acompanhado por Alonso López e Arón Canet, que chegou a assumir a ponta com o cronômetro zerado, mas acabou a 0s409 do melhor tempo.

 

Com 1miun43s173, Andrea Migno ficou com o sétimo tempo, seguido por Gabriel Rodrigo, Tony Arbolino e Lorenzo Dalla Porta. O líder do Mundial foi 0s705 mais lento que o dono da pole.

 

Empatado com Filip Salac em 1min43s843 em sua melhor volta no Q1, Julián García foi eliminado pelo critério de desempate e, assim, ficou com o 19º tempo, à frente de Riccardo Rossi, Sergio García, Tom Booth-Amos e Stefano Nepa.

 

O grid de Buriram, porém, têm quatro pilotos punidos pelo Painel de Comissários da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) por terem rodado lentos na pista ainda no primeiro dia de atividades. Sancionados pela mesma falha pela terceira vez, Riccardo Rossi, Filip Salac e Ayumu Sasaki foram enviados ao fundo do grid. Jakub Kornfeil, que também é reincidente, mas não tanto, perdeu 12 posições.

 

O GP da Tailândia de Moto3 está marcado para o domingo, às 1h (de Brasília). Acompanhe aqui a cobertura do GRANDE PRÊMIO.

Quase sem tempo para respirar, assim que o terceiro treino livre da Moto2 encerrou, os pilotos da Moto3 logo foram para a pista para a primeira parte da classificação. Com condição bastante diferente do TL3, o termômetro indicava agora 29ºC, com o asfalto batendo 41ºC.
 

Salac, Ogura, McPhee, Fernández, Nepa, Vietti, J. Garcia, Binder, Booth-Amos, Öncü, Rossi, Pizzoli, Masaki, Garcia e Zannoni foram os pilotos que deixaram os boxes para disputar o Q1 da classe menor.
 

Ainda nos primeiros minutos de treino, Garcia teve seu tempo da volta rápida cancelado por ter excedido os limites da pista. Com isso, o espanhol estava fora do top-4 que avançava para o Q2.
 

Quem estava garantindo as vagas para brigar pela pole-position era Fernández, que liderava com o tempo de 1min43s790, Salac, McPhee e Rossi, fechando o top-4.
 

Então, na reta final da sessão, com menos de 10s para o encerramento do cronômetro, Ogura protagonizou uma forte queda. Sem chance de terminar sua volta rápida, o competidor teve que ficar fora da briga.
 

Enquanto isso, a disputa pelas posições da ponta estava bastante animada. Vierge saltou para a primeira colocação, trazendo consigo McPhee. Fernández e Salac eram os outros dois que também iriam ao Q2.

 

O quarteto então se juntou a Migno, Arbolino, Suzuki, Rodrigo, Foggia, Kornfeil, Yurchenko, López, Sasaki, Arenas, Ramírez, Dalla Porta, Toba e Canet para brigar pela pole-position tailandesa.
 

Não demorou para os competidores anotarem suas primeiras voltas rápidas. Quem surgiu em primeiro foi Salac com 1min43s445. O piloto era seguido por Kornfeil e Fernández, que fechavam a primeira fila provisória.
 

Mas as coisas seguiam mudando em Chang. Com menos de oito minutos para o fim da classificação, a ordem era McPhee,Vietti, Salac, Kornfeil e Fernández fechando os cinco primeiros, mas não por muito tempo.
 

Ao fazer 1min43s304, Dalla Porta superou o antigo ponteiro para puxar para si a pole-position provisória na reta final da tomada de tempos.

Com menos de cinco minutos, todos os pilotos estavam nos boxes para a parada programada da sessão. Dalla Porta, McPhee, Vietti, Salac e Kornfeil sustentavam as cinco primeiras colocações.
 

O treino estava nos últimos instantes e agora, o tempo a ser batido era de 1min43s185, cravado por Rodrigo quando estava sozinho no traçado.
 

Diversos nomes passaram pela ponta da tabela com a bandeira quadriculada já tremulada na Tailândia. No fim, com 1min42s599, Vietti ficou com a pole-position para a prova, sendo sua primeira no Mundial.


Moto3 2019, GP da Tailândia, Buriram, Grid de largada:

1 C VIETTI VR46 KTM 1:42.599    
2 M RAMÍREZ Leopard Honda 1:42.717 +0.118  
3 A ARENAS Ángel Nieto KTM 1:42.751 +0.152  
4 K TOBA Asia Honda 1:42.897 +0.298  
5 A LÓPEZ Estrella Galicia 0,0 Honda 1:42.967 +0.368  
6 A CANET MAX KTM 1:43.008 +0.409  
7 A MIGNO Worldwide KTM 1:43.173 +0.574  
8 G RODRIGO Gresini Honda 1:43.185 +0.586  
9 T ARBOLINO Snipers Honda 1:43.226 +0.627  
10 L DALLA PORTA Leopard Honda 1:43.304 +0.705  
11 T SUZUKI SIC58 Honda 1:43.343 +0.744  
12 D FOGGIA VR46 KTM 1:43.380 +0.781  
13 J MCPHEE SIC HONDA 1:43.398 +0.799  
14 R FERNANDEZ Ángel Nieto KTM 1:43.534 +0.935  
15 M YURCHENKO RBA KTM 1:43.842 +1.243  
16 J GARCÍA Snipers Honda 1:43.843 +1.244  
17 S GARCIA Estrella Galicia 0,0 Honda 1:44.034 +1.435  
18 T BOOTH-AMOS CIP KTM 1:44.077 +1.478  
19 S NEPA CIP KTM 1:44.142 +1.543  
20 A OGURA Asia Honda 1:44.146 +1.547  
21 D ÖNCÜ Red Bull KTM Ajo 1:44.174 +1.575  
22 D PIZZOLI Worldwide KTM 1:44.368 +1.769  
23 K MASAKI RBA KTM 1:44.491 +1.892  
24 K ZANONI SIC58 Honda 1:44.863 +2.264  
25 J KORNFEIL Prüstel KTM 1:43.489 +0.890 P
26 D BINDER CIP KTM 1:44.703 +2.104 P
27 F SALAC Prüstel KTM 1:43.446 +0.847 P
28 A SASAKI SIC HONDA 1:44.251 +1.652 P
29 R ROSSI Gresini Honda 1:43.888 +1.289 P
           
REC D FOGGIA VR46 KTM 1:42.963 159.2 km/h  
MV M BEZZECCHI Prüstel KTM 1:42.235 160.3 km/h  
           
  Condições do tempo PISTA SECA   ar: 29ºC | pista: 44ºC  

Previsão do tempo para Buriram
GP da Tailândia Chang

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Fonte Oficial: Grande Prêmio

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do KartSP.

Comentários