shadow
Além de um dos principais nomes da Fórmula 1 na atualidade, Max Verstappen ficou marcado por constantes punições, especialmente por infrações cometidas em seus primeiros anos de carreira.

 

Em 2019, o holandês se afastou das polêmicas, mas chegou a ser investigado por sua vitória no GP da Áustria. Na ocasião, ele tocou Charles Leclerc após a ultrapassagem que rendeu a liderança, mas os comissários optaram por não dar sanções, mantendo a grande vitória do piloto da Red Bull.

 

Na corrida seguinte, na Inglaterra, Verstappen e Leclerc protagonizaram uma das disputas mais incríveis do ano, lutando lado a lado pela posição, e em nenhum momento a direção de prova entrou no meio para dar advertências ou coisas semelhantes. O holandês comparou a inconsistência dos comissários da F1 com os árbitros do futebol.

Max Verstappen (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

“É parecido com o futebol, não é? Você tem diferentes árbitros e alguns dão cartão amarelo mais fácil que outros. É parecido. É claro que existe o regulamento, mas mesmo assim os comissários ainda tem fala no que vão fazer”, disse Verstappen ao site ‘Motorsport.com’.

 

“Quando você vê um jogo da Champions League ou da Premier League, o árbitro pode ser diferente. Você pode escapar de um amarelo e o outro árbitro te dá um vermelho, e você fica sem entender. Acho que é a mesma coisa na Fórmula 1”, completou.

 

Apesar de citar a inconsistência, Verstappen acha que é algo comum, e defendeu o difícil trabalho dos envolvidos na direção de prova. O piloto esteve presente na sala dos comissários da Fórmula E no eP de Marrakesh de 2019, pagando uma pena imposta pela FIA após empurrar Esteban Ocon após o GP do Brasil de 2018.

 

“Eu acho tranquilo. Quando está no lado errado da punição sempre é ruim, exceto se fez algo muito errado e aceita isso. Mas é 50/50. Se você for punido, sempre vai questionar. É difícil para eles, estive na sala dos comissários da Fórmula E e vi eles dando as punições. Não é fácil, eles não querem, mas precisam as vezes, do jeito que as regras são escritas”, concluiu.

 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Fonte Oficial: Grande Prêmio

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do KartSP.

Comentários