shadow

Com 2.0 de 220 cv, Audi Q3 é alternativa pra quem não é fã de SUV`s

Por
Henrique Rodriguez

access_time

8 jan 2018, 20h21

Versão tem para-choques e saias mais robustos (Leo Sposito/Quatro Rodas)

Apesar dos bons números de vendas, SUVs dificilmente estão entre os favoritos de quem é apaixonado por carro. Se este é seu caso, abra seu coração: o Audi Q3 Ambition, com motor 2.0 TFSI de 220 cv, tem temperamento totalmente diferente do dos Q3 com motor 1.4 TFSI flex de 150 cv ou o 2.0 de 180 cv.

Motor de 220 cv e câmbio de sete marchas são os mesmos do Golf GTI

Motor de 220 cv e câmbio de sete marchas são os mesmos do Golf GTI (Leo Sposito/Quatro Rodas)

Vale ligar os pontos. O 2.0 com turbo e injeção direta e indireta dessa versão é o mesmo do Golf GTI. O câmbio automatizado de dupla embreagem S-Tronic de sete marchas tem uma marcha a mais, mas é tão rápido quanto o DSG de seis do Volks.

No fim, hatch e  SUV aceleram igual: ambos cravaram 6,7 s no 0 a 100 km/h em nossa pista de testes. A vantagem sobre o Q3 de 180 cv é 1 s. E o consumo foi um pouco pior: caiu de 10,2 km/l para 9,7 km/l. O consumo rodoviário não mudou: 13,7 km/l.

Câmbio S-Tronic: trocas bem rápidas

Câmbio S-Tronic: trocas bem rápidas (Leo Sposito/Quatro Rodas)

Para o Q3, que pesa 248 kg a mais que o Golf, isso é quase um fenômeno físico. Mas vale lembrar que o SUV da Audi tem a tração integral Quattro a seu favor, com diferencial central Haldex, que distribui o torque entre os eixos de acordo com a demanda. Ou de acordo com o Audi  Drive Select, que também interfere na direção, câmbio e na velocidade das respostas do acelerador para melhorar o desempenho ou o consumo.

Há uma pegada esportiva por parte da mecânica, mas a suspensão ainda trabalha em prol do conforto. Filtra bem as irregularidades do piso e garante rodar suave, mas sem permitir que o Q3 role muito em curvas – o que é ótimo para um SUV.

Bancos são forrados de couro sintético

Bancos são forrados de couro sintético (Leo Sposito/Quatro Rodas)

O que poderia ser melhor é o espaço traseiro. Dois adultos viajarão com vão suficiente para pernas e ombros, mas quem tem mais de 1,80 metro reclamará da cabeça rente ao forro. Culpa do caimento do teto, que talvez seja responsável por manter o Q3 visualmente interessante ainda hoje, com cinco anos de Brasil.

Espaço traseiro é bom

Espaço traseiro é bom (Leo Sposito/Quatro Rodas)

A idade de projeto fica evidente mesmo é pelo painel. O controle do ar-condicionado digital por meio dos enormes botões giratórios está datado, assim como a tela da central multimídia, que precisa ser aberta e recolhida manualmente.

Painel com grandes saídas de ar tem aspecto antigo

Painel com grandes saídas de ar tem aspecto antigo (Leo Sposito/Quatro Rodas)

Tela central multimídia precisa ser aberta e recolhida manualmente

Tela central multimídia precisa ser aberta e recolhida manualmente (Leo Sposito/Quatro Rodas)

Os botões para navegação pelos menus e os controles do sistema de som no painel são difíceis de operar – a solução de posicioná-los no console central, adotada nos modelos mais recentes, é muito mais conveniente. Mas o acabamento de toque macio e os detalhes de aço escovado são de qualidade.

Rodas são de liga leve e os pneus aro 18

Rodas são de liga leve e os pneus aro 18 (Leo Sposito/Quatro Rodas)

Duro é encarar o preço. Por R$ 210.990, o Ambition entrega faróis bixenônio, teto solar panorâmico, freio de estacionamento elétrico,  porta-malas com abertura elétrica, central MMI com navegador, bancos dianteiros com ajustes elétricos e retrovisores com rebatimento elétrico.

Porta-malas tem abertura elétrica e 460 litros de capacidade

Porta-malas tem abertura elétrica e 460 litros de capacidade (Leo Sposito/Quatro Rodas)

São itens esperados, mas faltam equipamentos banais como  câmera de ré, porta USB e sistema keyless de acesso e partida sem chave. Este último é vendido como opcional junto com o sistema de som Bose e o alerta de pontos cegos por R$ 8.000. Aí fica difícil: um Golf GTI completo, até mais equipado, custa R$ 168.487.

SUV tem saídas de escape separadas

SUV tem saídas de escape separadas (Leo Sposito/Quatro Rodas)

Teste 

  • Aceleração de 0 a 100 km/h: 6,7 s
  • Aceleração de 0 a 1.000 m: 27,3 s – 191,4 km/h
  • Velocidade máxima: n/d
  • Retomada de 40 a 80 km/h: 2,9 s
  • Retomada de 60 a 100 km/h: 3,9 s
  • Retomada de 80 a 120 km/h: 4,7 s
  • Frenagens de 60/80/120 km/h a 0: 16,7/27,8/63,9 m
  • Consumo urbano: 9,7 km/l
  • Consumo rodoviário: 13,7 km/l

Ficha técnica – Audi Q3 Ambition 2.0

  • Preço: R$ 210.990
  • Motor: gas., diant., transv., 4 cil. em linha, 1.984 cm3; 16V, DOHC, 82,5 x 92,8 mm, 9,6:1, 220 cv entre 4.500 e 6.200 rpm, 35,7 mkgf entre 1.700 e 4.400 rpm
  • Câmbio: automatico, 7 marchas, 4×4
  • Suspensão: McPherson (dianteira)/multilink (traseira)
  • Freios: discos ventilados (dianteira) e sólidos (traseira)
  • Direção: elétrica
  • Rodas e pneus: liga leve, 235/50 R18
  • Dimensões: comprimento, 438,8 cm; largura, 183,1 cm; altura, 159 cm; entre-eixos, 260,3 cm; peso, 1.565 kg; tanque, 47 l; porta-malas, 460 l
  • Equipamentos de série: bancos dianteiros elétricos, teto solar panorâmico, navegador GPS, faróis de xenônio

Veredicto:

É um SUV que anda como um hatch esportivo do mesmo porte. Mas faltam equipamentos e itens de segurança sofisticados para justificar o preço.

 

Fonte Oficial: Quatro Rodas

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do KartSP.

Comentários

Posts Relacionados