shadow

Lançado em 2010 por sete pilotos listados entre os maiores vencedores do kartismo nacional, o Super Kart Brasil tornou-se ao longo dos anos um dos principais eventos do calendário brasileiro em cada temporada, revelando – ou confirmando – talentos em suas 20 edições já realizadas nestes seis anos. Para 2016, Dennis Dirani, Ruben Carrapatoso e Sérgio Jimenez, os três remanescentes do grupo inicial, anunciaram uma nova formatação para o Super Kart Brasil.

Agora junto com a organização do Kartódromo Granja Viana, o SKB será disputado nas categorias Júnior Menor, Júnior, Graduados e Sênior (para pilotos Sênior A e B), que correrá agrupada com a Super Sênior, ambas com pódio em separado. Além disso, competindo de forma concomitante com a Copa São Paulo Granja Viana, estarão presentes também a Cadete e a Shifter. Para todas, será o Regulamento Nacional de Kart (RNK) que determinará as regras técnicas.

Uma das novidades implantadas pela direção do Super Kart Brasil diz respeito aos pneus e em 2016 todas as categorias utilizarão apenas dois jogos de pneus por etapa, sendo um jogo para os treinos de quinta e sexta-feira e outro para as tomadas de tempo e as corridas.

Entretanto, o que mais chama a atenção é a renovação – ou confirmação – de uma das principais características do Super Kart Brasil: a premiação. Em cada uma das cinco etapas previstas para a atual temporada os pilotos subirão ao pódio e, além dos troféus, receberão medalhas simbolizando uma premiação semelhante às Olimpíadas, ou seja, Ouro para o 1º colocado, Prata para o 2º e Bronze para o 3º lugar.

Ao fim da temporada o piloto que mais somar Ouros na Júnior Menor e na Júnior ganhará como prêmio a inscrição para todas as etapas de 2017 do Super Kart Brasil, além de um jogo de pneus e uma ajuda de custo de R$ 500,00 por evento para competir na Júnior e na Graduados, respectivamente.

A categoria Graduados premiará o piloto que mais somar Ouros com a inscrição para toda a temporada 2017 do Super Kart Brasil e dará também um jogo de pneus e um treino no Brasileiro de Turismo ou na Fórmula 3, o que será definido brevemente.

Por fim, o piloto da Sênior que somar mais Ouros ganhará a inscrição para toda a temporada 2017 do SKB, uma ajuda de R$ 500,00 por evento e um treino na categoria Mercedes Benz CLA 45.

Além da premiação geral, que focará no melhor desempenho do ano em cada categoria, a cada etapa o Super Kart Brasil manterá sua tradicional premiação, que fez do evento um dos mais atrativos também nesta área. Os prêmios estão sendo estudados pelos organizadores, mas já é possível adiantar que o chefe de equipe e o preparador de motor do piloto vencedor de cada etapa receberão, cada um, R$ 500,00. A exceção é por conta da Cadete, onde apenas o chefe de equipe receberá esta premiação.

A premiação prevista para a temporada 2016 do Super Kart Brasil não encerra aqui e também as fábricas de chassis receberão benefícios para o ano seguinte. Assim, a fábrica que somar mais pontos no Campeonato de Marcas em cada categoria receberá uma inscrição por evento em 2017.

“O Super Kart Brasil se notabilizou, desde sua estreia em 2010, por pensar naqueles que fazem o espetáculo, ou seja, os pilotos. Fazemos desde aquele ano um evento para os pilotos e não poderíamos deixar de pensar em uma premiação atrativa. Até aqui estão definidos os prêmios para os melhores da temporada e na próxima semana divulgaremos o que os pilotos ganharão a cada etapa”, avisam Carrapatoso, Dirani e Jimenez.

Ainda esta semana os organizadores do Super Kart Brasil divulgarão o regulamento da temporada e a programação para a etapa inicial, marcada para ser disputada de 25 a 27 de fevereiro no Kartódromo Granja Viana.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do KartSP.

Comentários