shadow

Sergio Pérez não poderia desejar um melhor resultado para terminar o GP do México. Neste domingo (27), o piloto mostrou grande desempenho para terminar a corrida caseira na sétima colocação, líder da ‘F1 B’.
 

O mexicano fez a sua parada nos boxes no giro 21, trocando de pneus médios para duros. Então, na parte final, foi obrigado a segurar um bastante agressivo Daniel Ricciardo, que tinha borrachas muito mais novas por conseguir gerir bem os calçados.
 

Mas o titular da Racing Point conseguiu deixar o australiano atrás, cruzando a linha de chegada na sétima posição e somando mais seis pontos na classificação. “A verdade é que ganhamos a corrida hoje considerando as equipes, fomos perfeitos”, afirmou.

Sergio Pérez (Foto: Racing Point)

“A equipe fez um grande trabalho, pressionamos quando conseguíamos e também poupamos quando não”, emendou.
 

“No final, segurar Ricciardo foi muito duro já que tinha uma diferença muito grande de pneus, mas consegui e ficamos muito felizes por esses pontos e por oferecer essa grande corrida a todos que me apoiam”, continuou.
 

“Estamos surpresos pelo grande resultado, na verdade não esperávamos ficar na frente das Renault. Tínhamos a esperança de bater os outros pela estratégia, mas conseguimos bons pontos”, concluiu o mexicano.

 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Fonte Oficial: Grande Prêmio

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do KartSP.

Comentários