shadow

Com sua primeira edição do ano marcada para o próximo final de semana no Kartódromo Granja Viana, em Cotia (SP), o Super Kart Brasil dá início à sua sétima temporada de sucesso. Ao longo dos seis anos anteriores, exatas 20 edições revelaram ou confirmaram o talento de inúmeros pilotos de kart, muitos deles hoje competindo no automobilismo europeu.

Oferecendo uma bela premiação (já divulgada anteriormente) aos pilotos que se destacarem ao fim das cinco edições previstas para 2016, o Super Kart Brasil terá nesta sexta-feira e sábado (26 e 27) a disputa de sua 21ª edição, com a participação das categorias Júnior Menor, Júnior, Graduados e Sênior (para pilotos Sênior A e B), esta última correndo agrupada com a Super Sênior e ambas com pódio em separado. Participam também a Cadete e a Shifter, estas competindo ao mesmo tempo pela Copa São Paulo Granja Viana.

Uma das boas novidades que o Super Kart Brasil mostra para 2016 é a utilização de apenas dois jogos de pneus em cada categoria, ou seja, um para os treinos oficiais e outro para a tomada de tempos e corridas. A ideia principal é diminuir os custos de participação para cada um dos pilotos inscritos. “Lançamos o Super Kart Brasil em 2010 com o objetivo de oferecer aos pilotos um campeonato criado e administrado por pilotos. E esse é o foco principal do SKB: um campeonato bem organizado, com o menor custo possível dentro da nossa realidade”, afirmam Dennis Dirani, Ruben Carrapatoso e Sérgio Jimenez, três dos maiores vencedores da história do kartismo brasileiro e organizadores do SKB.

Utilizando o Regulamento Nacional de Kart (RNK) em sua área técnica, o Super Kart Brasil definiu esta semana as coroas que cada categoria poderá utilizar e também o peso da Super Sênior. Assim, a coroa da Júnior Menor poderá ser de até 72 dentes, a da Júnior de até 74 dentes, a da Graduados de até 77 dentes e a das categorias Sênior de até 78 dentes. E o peso mínimo do conjunto kart/piloto na Super Sênior ficou estabelecido em 175 quilos.

Outra informação importante, que recebeu confirmação nesta quarta-feira, é que nos treinos de amanhã à tarde (quinta, 25), os pilotos deverão ir à pista já com os pneus lacrados. Os pneus da tomada de tempos e corridas e os de chuva serão lacrados na sexta-feira (26).

Por fim, foi definida também a premiação que será oferecida aos principais destaques desta 21ª edição do Super Kart Brasil.

Sênior | Super Sênior (crédito para a edição 22)

1º colocado – 100% do valor da taxa de inscrição

2º colocado – 50% do valor da taxa de inscrição

3º colocado – 30% do valor da taxa de inscrição

Graduados | Shifter

1º colocado – R$ 1.500,00

2º colocado – R$ 700,00

3º colocado – R$ 300,00

Cadete | Júnior Menor | Júnior

1º colocado – aparelho eletrônico “surpresa”

2º colocado – aparelho eletrônico “surpresa”

3º colocado – mochila do Super Kart Brasil

Além destes prêmios, serão oferecidos R$ 500,00 para o chefe de equipe e R$ 500,00 para o preparador de motor do piloto vencedor em cada categoria e kits da Lavitan e bombas Magiflux para os pilotos que subirem no pódio e para a melhor equipe em cada classe. Por utilizar motor sorteado, na Cadete não haverá premiação para o preparador de motores.

“O Super Kart Brasil inicia sua sétima temporada e dá continuidade a uma história de muito sucesso. Nossa filosofia é termos os melhores pilotos, as melhores equipes e as melhores equipes reunidas sempre nas melhores pistas, oferecendo a todos o melhor evento possível e com uma premiação atrativa, seja por etapa, seja ao fim da temporada”, reafirmam Carrapatoso, Dirani e Jimenez. “E é com esta filosofia que estamos esperando pilotos do Brasil inteiro para prestigiar o Super Kart Brasil em 2016, especialmente na edição 21, neste final de semana”, convidam.

O Super Kart Brasil tem apoio de AMK Viagens, DDirani, Ibea Brasil, Ital Sistem, JB Kart Parts, Lavitan, Magiflux, Notiluca, Paralego Racing, RC Parts e TM Racing.

O SKB é apoiado também pela Associação Racing – A Associação Racing é uma associação civil sem fins lucrativos, cujo objetivo é promover e auxiliar no desenvolvimento de pilotos de competição, além de desenvolver regras e métodos para a prática do kart no Brasil.

Foto: Bruno Gorski

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do KartSP.

Comentários