shadow

Werner Neugebauer teve uma sexta-feira inspirada em Interlagos. Após liderar o treino livre da Porsche Carrera Cup, o piloto conseguiu a pole-position da classe 4.0. Na Carrera Cup 3.8, Gaetano di Mauro sai na frente, com Tom Valle saindo do primeiro posto na Porsche GT3 Cup 4.0 e Chico Horta sendo o primeiro da GT3 Cup 3.8


Werner Neugebauer mostrou estar em uma excelente fase para a etapa em Interlagos. Nesta sexta-feira (11), aconteceu a classificação para a terceira etapa da Porsche Cup em São Paulo e com o tempo de 1min35s796, o piloto ficou com a pole-position da Carrera Cup 4.0.

 


Na classe Carrera Cup 3.8, após uma tomada de tempos bastante agitada no traçado do circuito paulistano, foi Gaetano di Mauro quem sai da posição de honra do grid, se usando de seu bom histórico.

 


Na categoria Porsche GT3 Cup 4.0, Tom Valle protagonizou uma bela briga com Tom Filho e acabou levando a melhor em cima do adversário, ficando com o primeiro posto com uma vantagem de 0s415.

 

Por fim, na classe GT3 Cup 3.8, Chico Horta mostrou grande desempenho durante toda a classificação, não deu vida fácil para os demais pilotos e se colocou na primeira posição do grid de largada.


Werner Neugebauer (Foto: Bruno Terena)


Saiba como foi a classificação da Porsche Cup em Interlagos

 


No momento da classificação em Interlagos, o céu era predominantemente azul e o sol brilhava forte. No termômetro, a temperatura indicada era de 27ºC, com o asfalto marcando 45ºC. A velocidade dos ventos era 19 km/h, com a humidade batendo os 39%.

 


A primeira classe que foi para a tomada de tempo nos 4.314 metros do autódromo foi a Porsche Carrera Cup 3.8. Assim que os 15 minutos foram autorizados na pista, os competidores não demoraram a se dirigirem para o traçado. 

 


Assim que os pilotos começaram a fechar suas voltas rápidas, Pedrinho Aguiar foi o primeiro a anotar a marca veloz. No entanto, ele logo foi superado e depois de tantos passarem pela ponta, foi Gaetano di Mauro quem se encaixou na ponta, com 1min39s798.

 


Quem vinha na segunda colocação do momento era Bruno Baptista, que tinha um atraso de 0s302 para o #77. Eloi Khouri era quem fechava o rol dos cinco mais rápidos depois de pouco mais de cinco minutos de sessão.

 


Mas então, tudo mudou na folha de tempos. Quem deu um salto para o primeiro posto foi Murilo Coletta, com 1min39s081, seguido por seu irmão Marcel Coletta. Mas então, Di mauro logo tratou de rebater o adversário para pegar a pole-provisória.

 


Enquanto isso, Vitor Baptista, atual líder da classificação, vinha mostrando uma atuação discreta durante a classificação. No entanto, com volta certeira, o #44 anotou 1min38s679 ele se colocou em terceiro.

 


Com dois minutos para a bandeira quadriculada, Gaetano seguia na ponta com uma vantagem mínima de 0s008. Quem aparecia em segundo era Murilo Coletta, com Bruno Baptista, Eloi Khouri e Vitor Baptista fechando o top-5. 

 


Usando de seu bom histórico em Interlagos, Gaetano di Mauro conquistou mais uma pole-position na temporada. Quem larga ao seu lado é Murilo, com Khouri e Bruno Baptista completando a segunda fila.

 


Dez minutos após o fim da classe 3.8, foi a vez da Carrera Cup 4.0 a irem para a pista. Também com 15 minutos de sessão, quando o relógio começou a rodar em São Paulo os pilotos logo trataram de irem para a pista.

 


Pedro Queirolo, com 1min38s495, foi o primeiro competidor a se colocar no topo da tabela. No entanto, logo foi superado por Daniel Schneider logo tratou de jogar o piloto para baixo. Mas o #13 não deixou barato, baixou sua marca para 1min37s475 e ficou com a pole provisória.

 


Mas após cinco minutos de sessão, as coisas estavam bastante agitadas no traçado de Interlagos. Na ponta da tabela, diferentes pilotos marcaram presença, mas depois de tantos nomes, era JP Mauro quem estava na ponta com 1min36s597.

 


Faltando menos de cinco minutos para o fim da sessão, era a vez de Marçal Müller de dar a volta mais rápida da classificação. O piloto anotou a 1min36s002, liderando JP Mauro com uma diferença de 0s033. Quem vinha em terceiro era Lico Kaesemodel.

 

Mas a ponta logo teria um novo nome, e ele era Werner Neugebauer. Seguindo o bom momento do treino livre, em que liderou, o #8 baixou o tempo a ser batido para 1min35s796, jogando todos para baixo.


Gaetano di Mauro (Foto: Luca Bassani)


Com a bandeira quadriculada já tremulando em Interlagos, um acidente bastante peculiar aconteceu. Müller vinha para fechar sua volta rápida quando acabou rodando na pista, escorregando e batendo na barreira de pneus. Ele acabou capotando e parando apoiado nas rodas direita dianteira e traseira.

 


Dali para o final nada mais mudou. Quem ficou com a pole-position foi Neugebauer, com Marçal, mesmo com o revés, saindo na segunda posição. JP Mauro e Lico Kaesemodel fecharam a segunda fila do grid.

 


Na sequência da classificação no circuito da zona sul de São Paulo, a categoria que seguia agora para a pista era a Porsche GT3 Cup 3.8. A temperatura ainda era bastante quente, mas começando a cair.

 


Assim que os competidores começaram a fechar seus giros rápidos, Chico Horta foi o primeiro a anotar o melhor tempo com 1min42s466. Quem vinha em segundo era Alexandre Auler, com Nelson Monteiro completando o top-3.

 


As coisas chegaram a mudar na primeira posição da tabela, com Marco Billi e Paulo Totaro assumindo a pole-position provisória. No entanto, o #77 não se deu por satisfeito e logo tratou de virar em 1min40s703 para retomar a liderança.

 


Com menos de cinco minutos do fim, as coisas haviam mudado na ordem dos pilotos. Quem agora estava na frente era Marco Billi. Totaro, que vinha em sua volta rápida, acabou errando e se colocou apenas em terceiro, atrás de Horta.

 


Faltavam três minutos para a bandeira quadriculada quando Nelson Monteiro fez volta voadora para se encaixar na pole provisória. Mas o #77 ainda queria estar na frente e superou o #87 em 0s106. Enquanto isso, Alexandre Auler acabou errando, escapando com a traseira, saindo da pista e conseguindo se colocar apenas em quinto.

 


O cronômetro zerou e quem ficou com a pole-position foi Chico Horta, com Monteiro ficando na segunda posição. Marco Billi ficou na terceira posição, com o atual líder da temporada Totaro encerrando a segunda fila.

 


A atividade final em Interlagos foi da classe GT3 Cup 4.0. Não demorou para o cronômetro correr em Interlagos e os pilotos logo se dirigirem para a pista para começarem suas voltas rápidas.

 


Os tempos logo tratavam de aparecer na tabela da sessão e quem aparecia na ponta era Rodolfo Toni com 1min38s090. Quem aparecia logo em seguida era Tom Valle, com Carlos Ambrósio, Tom Filho e Rouman Ziemkiewickz fechando o top-5.

 


Mas as coisas logo tratariam de dar um giro no circuito paulistano. O relógio já havia passado a marca de menos de dez minutos para o fim, e Tom Filho logo tratou de pular para a pole-position provisória com uma vantagem de 0s606.

 


Então, começou uma briga entre os Tom. O #19 acabou superado por Tom Valle, que anotou o tempo de 1min36s426 e superou em 0s415 o segundo colocado. Maurizio Billi vinha em segundo, com o líder da classificação Sylvio de Barros sendo o quarto. Rouman fechava o top-5.

 


Diferente das demais classes, as posições seguiam as mesas durante quase toda a sessão, sem grandes mudanças na ordem da tabeça. Valle seguia com a pole-provisória, com Filho sendo o segundo. Billi e Barros completavam a segunda fila do grid.


 

Fonte Oficial: Grande Prêmio

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do KartSP.

Comentários

Posts Relacionados