shadow

Maior competição off-road do Brasil e uma das maiores do mundo, o Rali dos Sertões finalizou a 27ª edição da sua história no domingo. Os números da disputa realizada entre Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, e Aquiraz, no Ceará, são superlativos. 4.887,59 km de percurso total, 2.858,46 km de trecho cronometrado, 187 veículos inscritos para a largada e 158 que chegaram ao destino final após oito dias, sendo 57 motos, seis quadriciclos, 49 UTVs e 29 carros, além de outros 17 inscritos na competição de regularidade.

 

A edição 2019 do Rali dos Sertões coroou novos e velhos campeões em Aquiraz, que subiram ao pódio depois de superar o percurso mais difícil da história da prova, tendo novamente o Jalapão como grande protagonista e palco do divisor de águas da prova.

 

Nas duas rodas, quem brilhou novamente no Sertões foi Tunico Maciel. O piloto da Honda conquistou o bicampeonato com uma performance maiúscula ao longo da prova ao triunfar em cinco das oito especiais disputadas. Maciel teve um concorrente de muito peso e história: Jean Azevedo. Dono de sete títulos do Rali dos Sertões, teve de lidar com uma série de imprevistos, mas mesmo assim se manteve firme na prova e não apenas a completou, como terminou em segundo lugar, garantindo a dobradinha da Honda. Ricardo Martins, de Yamaha, foi o terceiro.

Tunico Maciel festeja o bi do Rali dos Sertões nas motos (Foto: Doni Castilho)

“Que sensação! O Sertões é uma prova única, todos que ganham parece que é a primeira vez. Eu já estava emocionado antes de subir na rampa. Foi um trabalho duro de toda a Honda Racing, tivemos dias longos e extremamente difíceis para chegar ao final com o título. Mantive o foco e a calma o tempo todo, não encostei o guidão da moto no chão em momento algum. Não tive qualquer problema com minha Honda CRF 450RX, que mais uma vez foi fundamental para eu chegar até aqui. Foi um rali incrível”, comemorou o bicampeão.

 

A disputa entre os carros coroou Lucas Moraes e Kaique Bentivoglio pela primeira vez. A dupla competiu com um Ford Ranger da forte equipe X Rally Team, mas enfrentou adversários de nível altíssimo do cross-country brasileiro e internacional: os companheiros de equipe Cristian Baumgart/Beco Andreotti e Marcos Baumgart/Kleber Cincea e a dupla multicampeã Guilherme Spinelli/Youssef Haddad, com um Mitsubishi L200 Triton Sport Racing.

 

O grande divisor de águas da categoria foi na disputa da etapa maratona, onde os carros não podem recorrer a apoio mecânico externo. Cristian Baumgart e Guiga Spinelli enfrentaram os maiores percalços justamente no temido Jalapão, onde Lucas e Kaique assumiram a liderança geral do Sertões e assim chegaram até Aquiraz. Cristian e Beco finalizaram em segundo, enquanto Guiga e Youssef fecharam o top-3 geral nos carros.

Lucas Moraes e Kaique Bentivoglio conquistam o Rali dos Sertões pela primeira vez (Foto: Victor Eleutério/Fotop)

“Foi um rali de muito aprendizado. Um primeiro dia muito difícil, ainda nos entendendo com o carro e vendo o quanto estes monstros como o Christian, o Guiga e o Marcos aceleram. Fomos ganhando ritmo, tentando chegar, e na etapa maratona tivemos também um pouco de sorte com o problema que o Christian e o Guiga tiveram. Chegamos campeões na geral em nossa segunda participação no Sertões. É incrível. Ganhar o Sertões conhecido como o mais longo e difícil é um sentimento muito especial”, vibrou o piloto.

 

Bentivoglio também comemorou a conquista da dupla. “Não há nada melhor do que este sentimento. Por vários momentos dentro do carro a gente tinha competitividade, potencial para brigar, e realmente foi muito duro. Alucinante. Demos nosso melhor, sem erros, diminuindo a diferença e conquistando o título. Um prazer imenso competir contra adversários deste nível”, destacou o navegador.

 

Marcelo Medeiros triunfou até com tranquilidade a disputa entre os quadriciclos. O experiente maranhense destoou dos adversários desde o prólogo e partiu para o tricampeonato no maior rali do Brasil. Milton Martens completou a prova em segundo, com Wescley Dutra em terceiro.

Marcelo Medeiros varreu a concorrência e é tri do Sertões nos quadris (Foto: MagnusTorquato/Fotop)

“Imprimi um ritmo forte desde a primeira etapa, com segurança e consciência. Completei todas as etapas sem problemas e mantive o foco, a concentração e o ritmo até o final. Foi bom chegar aqui, foi um dos mais difíceis que participei, com especiais longas, trechos com alto grau de dificuldade, mas estou feliz por ter completado e conquistado mais um título”, comentou Medeiros.

 

A regularidade foi a grande marca da competição dos UTVs, a categoria que mais cresce no off-road em todo o mundo. Denísio Nascimento e Idali Bosse conseguiram a façanha de andar entre os três primeiros em quase todas as oito especiais do Sertões. A façanha ficou ainda maior por conta dos adversários de peso vindos da família Varela: os campeões do Dakar em 2018, Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin, e também a dupla formada por Rodrigo Varela e Fábio Pedroso. Denísio e Idali finalmente soltaram o grito da garganta depois de ficarem perto nos últimos anos.

 

“O título dos UTVs nos escapou nos últimos dois anos e, agora, estávamos totalmente focados na conquista desse sonho”, afirmou Nascimento. “O Sertões 2019 esteve muito duro, e o desempenho do Can-Am Maverick X3 é impecável, traz muita confiança para os competidores e foi determinante para o resultado. O domínio do veículo na categoria dos UTVs não veio por acaso”, disse o campeão.

Denísio Nascimento e Idali Bosse comemoram o título nos UTVs (Foto: Magnus Torquato/Fotop)

Idali Bosse lembrou que “foram quase 5 mil km, então foi preciso ter muita atenção na navegação. Havia muita informação na planilha, como advertências de perigo e mudanças de roteiro. Chegamos aqui com 100% de aproveitamento e é uma honra ser campeão dos UTVs no Sertões 2019”.

 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Fonte Oficial: Grande Prêmio

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do KartSP.

Comentários