shadow

Marc Márquez rompeu sua última fronteira na MotoGP neste sábado (19). Vindo da conquista do título, o #93 se mostrou dominante na classificação e conquistou sua primeira pole-position em Motegi na classe rainha ― o circuito da ilha de Honshü era o único no calendário atual onde o espanhol ainda não tinha alcançado a posição e honra.

 

Com a pista em condições mistas por conta da trégua da chuva, os pilotos calçaram os slicks na hora do Q2, mas Márquez já começou impondo um ritmo fortíssimo. Na hora da parada nos boxes em meados da sessão, o #93 sustentava 0s567 de vantagem na ponta da tabela.

 

Na volta à pista, o espanhol de Cervera conseguiu baixar para 1min45s763 para arrebatar a pole, com Franco Morbidelli aproveitando sua volta final para assumir o segundo posto, 0s132 atrás. Mais 0s049 mais lento, Fabio Quartararo fecha a primeira fila.

Marc Márquez (Foto: Repsol)

Com 1min46s090, Maverick Viñales vai abrir a segunda linha da grelha, acompanhado por Cal Crutchlow e Jack Miller. 0s647 mais lento que Marc, Andrea Dovizioso larga em oitavo, seguido por Aleix Espargaró e Valentino Rossi, que empataram em 1min46s558.

 

Depois de passar pelo Q1, Álex Rins foi 0s837 mais lento que Márquez e vai largar em 11º, só 0s016 melhor que Joan Mir, o 12º.

 

Em sua última prova na temporada 2019 ― já que vai passar por uma cirurgia no ombro lesionado ―, Takaaki Nakagami esteve muito próximo de avançar ao Q2, mas, já com o cronômetro zerado, acabou superado por Álex Rins por 0s034 e vai largar em 13º, à frente de Francesco Bagnaia.

 

Com 1min47s654, Pol Espargaró ficou com o 15º posto, à frente de Miguel Oliveira, Mika Kallio e Karel Abraham. Jorge Lorenzo fez 1min48s492 em sua melhor volta no Q1 e vai sair em 19º, seguido por Hafizh Syahrin, Sylvain Guintoli, Andrea Iannone e Tito Rabat.

 

O GP do Japão de MotoGP está marcado para o domingo, às 4h (de Brasília). Acompanhe aqui a cobertura do GRANDE PRÊMIO.
Márquez surge no fim para liderar quarto treino da MotoGP no Japão

A MotoGP foi a última classe a ir para a pista neste sábado de classificação no Japão. Com o tempo mais firme, as temperaturas subiram ligeiramente, com o termômetro marcando 21ºC e o asfalto batendo 23ºC. O vento soprava a 3 km/h.
 

Os pilotos então logo foram autorizados a deixarem seus boxes para os últimos trinta minutos de treino livre em Motegi. Na transmissão foi possível ver as equipes trabalhando para deixar as motos no ajuste de pista seca.
 

Após cinco minutos, os tempos começaram a aparecer na tabela. Oliveira foi o primeiro a se colocar no topo, mas logo foi superado por Rossi, que anotou a marca de 1min55s880. Kallio era o segundo colocado.
 

Mas rapidamente tudo mudou em Motegi. Miller saltou para a ponta com 1min55s107, com Kallio, Bagnaia, Oliveira, Rossi, Rins, Viñales, Márquez, Pol Espargaró e Crutchlow completando o top-10.
 

Com 18 minutos restando no cronômetro para o encerramento da atividade, Kallio pulou para o primeiro posto ao ser o primeiro piloto na casa de 1min54s. Neste momento, parte do pelotão estava nos boxes.
 

A sessão começava a caminhar para sua fase final. Quem vinha na liderança era Viñales, com Kallio, Bagnaia, Rins e Quartararo completando o rol dos cinco mais velozes.
 

A maior parte dos competidores escolheu ir para a pista de pneu macio dianteiro e traseiro. O único que fugia da seleção era Morbidelli, que foi de médio e médio, e era o sétimo com cinco minutos para o fim.
 

Miller acabou saltando para a ponta ao fazer 1min52s435. Crutchlow era o segundo com 0s296 de desvantagem. Rossi, Viñales, Quartararo, Bagnaia, Dovizioso, Mir, Kallio e Morbidelli completavam o top-10.
 

Márquez chegou a tirar uma carta da manga para ser o primeiro, mas Viñales logo tratou de superar o espanhol para ficar no topo. Mas não por muito tempo, já que Crutchlow logo bateu a dupla.
 

No final, quem ficou como o mais veloz foi o titular da Honda. O #93 foi seguido por Viñales, Quartararo, Crutchlow e Rossi fechando os cinco primeiros colocados.


Crutchlow domina Q1 para avançar para fase final; Rins aparece no fim e bate Nakagami por vaga
 

Com o final do quatro treino, foi a vez de Rins, Crutchlow, Pol Espargaró, Bagnaia, Nakagami, Abraham, Lorenzo, Iannone, Oliveira, Kallio, Rabat, Syahrin e Guintoli voltarem para a pista para o Q1.
 

Entre os pilotos foi unânime a escolha de pneus slick macios dianteiro e traseiro.
 

Rins foi o primeiro a se colocar na zona do Q2 com o melhor tempo, mas logo viu Crutchlow cravar 1min48s929 para tomar a ponta. Lorenzo chegou a aparecer em uma das vagas, mas logo foi empurrado para baixo.
 

Com cinco minutos de treino rodados, os dois primeiros colocados eram Cal e Pol Espargaró. Nakagami, Rins, Syahrin, Abraham, Bagnaia, Oliveira, Iannone, Kallio, Lorenzo, Guintoli e Rabat já definiam suas posições de saída.
 

Na reta final e após todos os pilotos já terem passado pelos boxes, Nakagami era o ponteiro, mas Crutchlow tratou de virar 1min47s306 para assumir a primeira posição. Rins, Pol Espargaró, Kallio, Bagnaia, Oliveira, Guintoli, Iannone, Syahrin, Abraham, Lorenzo e Rabat largariam nessa ordem.

Rins aguardou a bandeira quadriculada para anotar 1min46s964, empurrar Nakagami para baixo e ficar com a segunda vaga avançando ao Q2.


Márquez brilha e fica com pole-position inédita no Japão
 

A dupla então se juntou a Quartararo, Viñales, Márquez, Dovizioso, Rossi, Morbidelli, Miller, Petrucci, Mir e Aleix Espargaró para brigar pela pole-position do GP do Japão.
 

Entre as escolhas de pneus, quase todos os pilotos foram com a mesma opção de macio dianteiro e traseiro. Apenas Crutchlow foi com uma escolha diferente, optando por médio dianteiro.
 

As primeiras voltas rápidas estavam sendo concluídas em Motegi, com Márquez tomando a ponta com 1min46s980. Miller, Fabio, Danilo e Maverick vinham na sequência do piloto da Honda.
 

O hexacampeão ainda tratou de baixar ainda mais o tempo a ser batido, anotando 1min45s923. Quartararo era quem vinha na sequência, com Rins completando a primeira fila provisória.

O #93 não cansava de impressionar cada vez mais, baixando mais uma vez o tempo em 1min45s794. Miller estava 0s567 atrás do espanhol, enquanto Morbidelli tinha 0s688 de atraso.
 

Com cinco minutos para o fim, a maior parte dos pilotos estava nos boxes. A ordem era Márquez, Miller, Morbidelli, Quartararo, Dovizioso, Rins, Crutchlow, Petrucci, Viñales, Aleix Espargaró e Rins.
 

Com tudo encerrado, não tinha como mudar. Márquez ficou com a pole-position em Motegi. Em uma última volta voadora, Morbidelli sai em segundo, com Quartararo sendo o terceiro. Viñales e Crutchlow completam o top-5.

Previsão do tempo para Motegi
GP do Japão Motegi

MotoGP 2019, Japão, Motegi, Grid de largada:

1 M MÁRQUEZ Honda 1:45.763  
2 F MORBIDELLI SIC Yamaha 1:45.895 +0.132
3 F QUARTARARO SIC Yamaha 1:45.944 +0.181
4 M VIÑALES Yamaha 1:46.090 +0.327
5 C CRUTCHLOW LCR Honda 1:46.189 +0.426
6 J MILLER Pramac Ducati 1:46.337 +0.574
7 A DOVIZIOSO Ducati 1:46.410 +0.647
8 D PETRUCCI Ducati 1:46.427 +0.664
9 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:46.558 +0.795
10 V ROSSI Yamaha 1:46.558 +0.795
11 A RINS Suzuki 1:46.600 +0.837
12 J MIR Suzuki 1:46.616 +0.853
13 T NAKAGAMI LCR Honda 1:46.998 +1.235
14 F BAGNAIA Pramac Ducati 1:47.594 +1.831
15 P ESPARGARÓ KTM 1:47.654 +1.891
16 M OLIVEIRA Tech3 KTM 1:47.894 +2.131
17 M KALLIO KTM 1:47.979 +2.216
18 K ABRAHAM Avintia Ducati 1:48.121 +2.358
19 J LORENZO Honda 1:48.492 +2.729
20 H SYAHRIN Tech3 KTM 1:48.522 +2.759
21 S GUINTOLI Suzuki 1:49.186 +3.423
22 A IANNONE Aprilia Gresini 1:49.243 +3.480
  T RABAT Avintia Ducati    
         
MV J LORENZO Yamaha 1:45.350 164.0  km/h
REC J LORENZO Yamaha 1:43.790 166.5 km/h
         
  Condições do tempo PISTA SECA   ar: 21ºC | pista: 21ºC

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Fonte Oficial: Grande Prêmio

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do KartSP.

Comentários