shadow


 


O campeão de 2017 citou os problemas que teve no fim de 2018 e afirmou que 2019 começa com um ponto bem positivo: a sorte ao seu lado, ou pelo menos, o azar longe.


 

“Certamente nos livramos da maré de azar do ano passado. Não tem mais bandeira amarela na hora errada, estamos finalmente conseguindo fazer nossa estratégia sem problemas. Tudo tem corrido normalmente nas nossas corridas, estamos bem sólidos”, disse.


Josef Newgarden foi ao pódio em Long Beach (Foto: Indycar)

Só que Newgarden admitiu que a Penske ainda não atingiu a excelência no ritmo de corrida e espera um pouco mais para o GP de Indianápolis. Além disso, quer deixar para trás o erro cometido em 2018 que custou muitos pontos.


 


“A corrida em Long Beach foi bem legal pra gente, a equipe fez um trabalho perfeito. Vamos aceitar bem o segundo lugar, Alex estava muito rápido, ele e a Andretti foram impecáveis. Só que precisamos ir atrás de um ritmo melhor na próxima corrida. Espero ter uma prova sólida em Indianápolis, era para eu ser segundo lá ano passado, mas errei. Precisamos fazer diferente”, completou.


 


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Fonte Oficial: Grande Prêmio

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do KartSP.

Comentários

Posts Relacionados