shadow

A FIM, Federação Internacional de Motociclismo, se pronunciou sobre o ocorrido na etapa da Argentina do Mundial de Superbike. Através de um comunicado oficial, afirmou ter apoiado a decisão de ter sido realizada a corrida 1 em San Juan.
 

A passagem pela terra dos ‘hermanos’ rendeu um grande debate e bastante polêmica para a categoria. Desde a sexta-feira os competidores estavam se queixando das condições do circuito. A organização tentou deixar tudo pronto para o sábado, mas novas quebras, além de um forte acidente de Loris Baz, acenderam a luz de alerta no grid.
 

Seis pilotos do grid, sendo eles Eugene Laverty, Marco Melandri, Ryuichi Kiyonari, Sandro Cortese, Chaz Davies e Leon Camier optaram por não disputar a primeira prova do final de semana por questões de segurança. Entretanto, 12 competidores decidiriam disputar a corrida, vencida por Álvaro Bautista.
 
Após a etapa na Argentina, a FIM liberou uma declaração explicando sua posição, afirmando que todos os pilotos estavam felizes em competir na prova e que sempre prioriza a segurança de seus competidores. Ainda apontou que nada justificava o cancelamento da disputa.

Alvaro Bautista (Foto: Reprodução/Facebook)

Confira o comunicado na íntegra:
 

“Com a decisão de seis pilotos em não participarem da corrida 1 na Argentina do Mundial de Superbike, em San Juan, no sábado, 12 de outubro, a FIM gostaria de fornecer algumas explicações. Como um pedido da FIM em 2018, o circuito de San Juan foi recapeado para receber o Mundial em 2019.”
 

“Na quarta-feira, 9 de outubro, durante a inspeção da pista, o oficial de segurança da FIM pediu para que os responsáveis pelo circuito lavassem o traçado para remover a poeira que acumulou durante os últimos dias para assegurar as condições de segurança necessárias para uma boa realização da etapa argentina.”
 

“Após uma intensiva limpeza da pista, a homologação veio na quinta-feira, durante uma nova inspeção. Esse procedimento válido para a sexta-feira e o sábado, é idêntico em cada evento do campeonato e acontece na quinta de cada corrida de acordo com as regras da FIM.”
 

“Na tarde da sexta-feira, durante a reunião da Comissão de Segurança, representantes dos pilotos expressaram suas preocupações sobre as condições e os possíveis efeitos do novo asfalto. Em acordo entre todas as partes [pilotos, representantes da FIM e Dorna], foi decidido que a reunião aconteceria no sábado às 12h locais após o terceiro treino livre para fazer nova avaliação da situação.”
 

“Nesta reunião, todos os pilotos estavam felizes com as melhorias do traçado e foi unanime a decisão de seguir com a classificação e corrida. Entretanto, após a classificação, seis pilotos do Superbike decidiram não correr na prova duas horas mais tarde.”
 

“A FIM gostaria de relembrar que a segurança de todos os pilotos é uma prioridade e gosta de frisas que nenhuma condição do traçado e do asfalto até o momento justificasse o cancelamento da corrida. Ainda, para trazer um alto nível dos fiscais, a FIM também oferece um seminário para os 150 fiscais de pista na quinta em San Juan, com o apoio da federação nacional”.

 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Fonte Oficial: Grande Prêmio

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do KartSP.

Comentários