shadow

 

Uma das grandes preocupações com o novo regulamento são os riscos de confiabilidade e custos adicionais. A nova ideia ganhou apoio de James Allison, diretor-técnico da Mercedes, mas ele cita a necessidade de um desenvolvimento ao longo dos anos para evitar que equipes lancem carros de última hora.

 

“É uma ideia nova e precisará de bastante conversa para sair do conceito para a realidade, mas eu acho que é válido explorar. Necessitará paciência, porque imaginamos ir para 2021, todo mundo desenha o carro no último momento e vai correr. Você não pode simplesmente sentar e esperar o design dos competidores pensando ‘não farei isso, vou apenas esperar aparecer na internet’, porque pelo tempo que apareceria, seria tarde demais”, declarou ao ‘Motorsport.com’.

A largada do GP da Rússia de F1 (Foto: Ferrari)

A Ferrari foi uma das equipes que se posicionou contra a padronização de peças, mas entende que o novo conceito é melhor, como citou o diretor-esportivo Laurent Mekies.

 

“É provavelmente um pouco mais complicado vir com outro jeito de agrupar peças para os carros de Fórmula 1, mas apoiamos o fato de que pode evitar o risco de ter a padronização de peças”, comentou.

 

A F1 retorna nos dias 11, 12 e 13, com o GP do Japão, que terá cobertura AO VIVO E EM TEMPO REAL do GRANDE PRÊMIO.

 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Fonte Oficial: Grande Prêmio

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do KartSP.

Comentários