shadow
Conforme previsto nos últimos dias, o supertufão Hagibis chegou com força ao Japão nas primeiras horas deste sábado (12). Em algumas cidades do país, como Chiba, os estragos já são muitos, como enchentes e casas destelhadas em razão do forte vento. Em Suzuka, palco do GP do Japão neste fim de semana, chove forte e venta muito nesta manhã, mas o cenário atual não chega a ser caótico, com a perspectiva que o tempo piore bastante no período da tarde.

 

A tendência é que chova durante todo o dia em Suzuka. No momento, a temperatura ambiente é de 23ºC, com sensação térmica de 20ºC. Em algumas localidades da cidade, como em Shiroko, bairro de Suzuka, o dia amanheceu com chuva insistente, mas trazia um clima até de normalidade, com lojas funcionando normalmente. As condições pioraram nas horas seguintes, mas, em que pesem as consequências da chegada do Hagibis, não há sustos na cidade até o momento.

Imagem tirada pela câmera em tempo real localizada em Suzuka (Foto: Reprodução)

Segundo a emissora local NHK, já choveu 83 mm até às 10h deste sábado na região do circuito, com o registro de ventos de até 68 km/h. Mas o pior está por vir à tarde, de acordo com a previsão do tempo. São esperadas rajadas entre 80 e 100 km/h. Já há registros de inundações em Ise, cidade na província de Mie e distante apenas 46 km de Suzuka, que também faz parte de Mie.

 

Contudo, caso a sessão não seja realizada — até por ser impossível saber o grau de destruição com a passagem do supertufão na região —, o resultado do segundo treino livre vai definir o grid de largada da corrida, previsto para ter início às 2h10 (horário de Brasília).

 

Por precaução, logo após o término das atividades de sexta-feira, equipes e toda a organização da F1 e do GP do Japão se uniram para desmontar boa parte das estruturas espalhadas pelo autódromo, como o pódio e o semáforo de largada, além de instalações externas, como as cabines do pit-wall e as lojas que ficam no paddock, além das bases de cada equipe em Suzuka.

Pelo toque de recolher forçado e provocado pelo Hagibis, pilotos, membros das equipes, funcionários da F1 e jornalistas estão reclusos nos hotéis da região. Por medida de segurança, o circuito de Suzuka está fechado neste sábado, com a previsão de reabrir neste domingo, já que a meteorologia indica tempo bom, mas com fortes rajadas de vento para o dia do GP do Japão de F1.

A província de Mie, onde está localizada Suzuka, registra enchente neste sábado (Foto: Reprodução)

Consequências do supertufão Hagibis no Japão

 

A emissora NHK informa que a cidade de Shizuoka, no centro do país e distante cerca de 160 km de Suzuka, registra ruas inundadas, fruto do alagamento de um rio. A água da enchente, com nível até o joelho, deixou carros parcialmente submersos. Oficiais do corpo de bombeiros e policiais estão na região prestando auxílio às pessoas.

 

Na província de Chiba, ao leste de Tóquio, ventos fortes danificaram várias casas e resultaram em moradores feridos, mas não há registro de mortos de acordo com a polícia local. Ainda em Chiba, distante cerca de 330 km de Suzuka, mais de 27 mil famílias estão sem energia elétrica. Alguns apagões foram registrados também em algumas áreas da província de Ibaraki.


Em Ichihara, moradores relataram ao corpo de bombeiros vários danos às casas a partir das 8h, com ventos fortes destelhando as moradias.

Ao todo, mais de 1,6 mil voos domésticos, com previsão de partida ou decolagem de aeroportos como Narita e Haneda, foram cancelados neste sábado.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Fonte Oficial: Grande Prêmio

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do KartSP.

Comentários