shadow

7ª etapa – Riad – Wadi Al-Dawasir

Trecho de especial: 546 km

Deslocamentos: 195 km

Trecho total: 741 km

 

 

Kevin foi um dos pilotos que parou para tentar socorrer Paulo Gonçalves — que perdeu a vida nesta manhã —, assim como Toby Price e Stefan Svitko. Joan Barreda havia sido declarado vencedor, mas após a revisão dos tempos, Benavides fechou o dia de luto com a vitória na etapa.

Ricky Brabec segue líder do Dakar nas motos após sete etapas (Foto: Monster Energy Honda)

O piloto de Salta ficou por mais de oito minutos parado para tentar socorrer Gonçalves. E foi esse o tempo devolvido pela organização de prova. O mesmo aconteceu com Price, que foi o primeiro a chegar ao local do acidente sofrido pelo luso e quem acionou o alarme para chamar o resgate.

 

No fim das contas, Kevin Benavides terminou o trecho cronometrado de 546 km com 4h36min22s, 1min23s à frente de Joan Barreda, em dia de dobradinha da Honda, com Matthias Walkner, da KTM, completando a lista dos três primeiros. Também com a KTM, Luciano Benavides foi o quarto, seguido por mais duas Honda: a do líder geral Ricky Brabec e do chileno José Ignacio Cornejo.

 

Com a KTM, Toby Price finalizou a especial na sétima colocação, à frente d o chileno Pablo Quintanilla, da Husqvarna. Andrew Short, também da Husqvarna, e Franco Caimi, da Yamaha, completam a relação dos dez primeiros colocados.

 

A classificação geral do Dakar segue indicando o fim do longo domínio da KTM entre as motos. Brabec sustenta a liderança, com o norte-americano tendo 24min48s de vantagem para Quintanilla, o segundo colocado. Cornejo Florimo, também da Honda, vem em terceiro, e só então aparece a primeira moto austríaca, de Price, 28min44s atrás do líder da competição.

 

Joan Barreda aparece em quinto no geral, seguido por Walkner, Luciano Benavides, Skyler Howes, Caimi e Svitko completando o top-5. Restam cinco etapas para o desfecho do Dakar 2020.


Vitse tem vitória apertada nos quadriciclos; Casale segue líder

 

Simon Vitse venceu os 546 km de trecho cronometrado da sétima especial do Rali Dakar, neste domingo (12), triunfando novamente no mais importante rali do mundo. O triunfo, porém, parecia estar destinado a outro francês, Alexandre Giroud, que enfrentou uma quebra de motor quando ocupava a segunda colocação, a apenas segundos da ponta.

 

O chileno Giovanni Enrico também se mostrou muito forte na etapa e, após o abandono de Giroud, lutou a cada waypoint pela vitória com Vitse que, no fim das contas, confirmou o triunfo na chegada a Wadi Al-Dawasir. Foi uma vitória na raça de Simon, que terminou à frente de Enrico por somente 11s.

 

Ignacio Casale, líder na classificação geral, parece que já corre para administrar a boa vantagem perante os adversários. O chileno finalizou a especial deste domingo em terceiro, 1min31s atrás de Vitse, sendo seguido por Sébastien Souday e Rafal Sonik.

 

Após sete etapas, Casale lidera com tempo total de 36h12min58s, 36min43s de frente para Vitse, o segundo colocado, enquanto Sonik fecha o top-3, porém distante 1h23min31s. Manuel Andújar, que foi o nono colocado na especial, ocupa a quarta colocação, 3h40min25s de Casale, enquanto outro polonês, Kamil Wisniewski, completa a lista dos cinco primeiros após sete dias de competição nos quadriciclos.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Fonte Oficial: Grande Prêmio

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do KartSP.

Comentários