shadow
Johann Zarco esteve no centro dos holofotes nos últimos tempos da MotoGP. O francês foi tema durante a coletiva de imprensa em Aragão, nesta quinta-feira (19), com Andrea Dovizioso e Maverick Viñales dando suas opiniões sobre o complicado caso.
 

Ao falar sobre o assunto, o italiano da Ducati reconheceu que é uma situação difícil de se explicar, tentando pegar sua carreira como exemplo. “Penso que cada história é diferente porque se falar de minha carreira, mudei três fábricas, e cada uma tinha uma característica competitiva diferente”, disse.
 

“Mas cada piloto tem uma abordagem diferente, acho que você precisa ter uma cabeça totalmente aberta. Quando mudei de Honda para Yamaha fiz muitas boas corridas. É realmente importante quando você muda de moto o nível da moto. Naquele momento a moto era muito estável, não muito rápida, não era a melhor, mas era muito consistente”, seguiu.

Johann Zarco (Foto: Michelin)

“Então pilotei muito rápido, fui capaz de ser um dos mais rápidos da mesma fábrica. Isso sempre foi meu objetivo, quando estava na Yamaha, quando mudei para a Ducati. Mas cada vez a história é diferente, então não sei exatamente os detalhes da KTM, e especialmente acredito que a mudança da Yamaha para KTM é enorme, então é normal, pode acontecer”, continuou.
 

“Mas é estranho ver tamanha dificuldade, digo, ele esteve sofrendo demais e não foi capaz de melhorar a situação. Isso é negativo, mas com certeza há uma razão, eles sabem a razão. De fora é muito difícil de analisar e dizer alguma coisa sobre isso”, completou.
 

Mas o piloto ainda aproveitou para ressaltar o talento do francês. “Acredito que Zarco tem um grande talento, mostrou isso no último ano com a Yamaha. Ele era muito rápido e competitivo, e às vezes era mais rápido que os pilotos de fábrica. Então com certeza tem talento, mas quando se sente para baixo é difícil de recuperar. Não sei o motivo deles terem parado e não posso dizer nada sobre isso.”
 

Já Maverick Viñales não teve muito que acrescentar à fala do colega italiano, apenas desejando o melhor para piloto e equipe. “Não tenho muito que dizer, Andrea foi bastante claro, é muito difícil ter uma opinião de fora”, disse.
 

“É muito difícil compor uma opinião, mas como Andrea disse, ele esteve em duas motos diferentes, Yamaha para KTM. É muito difícil ver uma troca de pilotos no meio da temporada, é muito difícil para o piloto encontrar outra vaga. Então desejo o melhor para Zarco e KTM com certeza”, concluiu.

 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Fonte Oficial: Grande Prêmio

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do KartSP.

Comentários