shadow


A equipe italiana Prema teve um grande fim de semana na abertura da temporada 2019 da nova F3, a categoria que substitui a GP3 a partir deste ano. No sábado, o russo Robert Shwartzman venceu depois de ter visto o dinamarquês Christian Lundgaard tomar conhecimento de uma punição quando saiu do carro. E neste domingo (12), na corrida 2, o indiano Jehan Daruvala largou em segundo, na esteira do grid invertido em relação ao sábado, passou o finlandês Niko Kari e partiu para uma vitória contundente no circuito catalão. Duas vitórias em duas corridas para a Prema, chefiada por Angelo Rosin.


 

Com 30 carros no grid, a prova foi disputada em condições bem distintas em relação ao sábado, com muito mais calor e 27ºC de temperatura do asfalto no começo da manhã, o que proporcionou um desafio a mais aos jovens pilotos da categoria, sobretudo na gestão dos pneus.


Jehan Daruvala vence corrida 2 da Fórmula 3 em Barcelona (Foto: F3/Twitter)

Na largada, Daruvala tomou a ponta de Niko Kari e jamais foi superado. Quem também partiu bem foi o italiano Leo Pulcini, que ganhou quatro posições. Mas o que mais chamou a atenção foi um acidente envolvendo quatro pilotos: Artem Petrov, Raoul Hyman, Jake Hughes e Yfei Ye, o que forçou a entrada do safety-car pela primeira vez. Os quatro abandonaram.


 

Quando o safety-car deixou a pista, Daruvala não apenas manteve a liderança, como abriu vantagem para Kari. Só que o carro de segurança voltou à pista pouco depois por conta de outro incidente envolvendo o finlandês Simo Laaksonen levou a direção de prova a intervir novamente com o SC.


Jehan Daruvala cruza linha de chegada vence corrida 2 da Fórmula 3 em Barcelona (Foto: F3/Twitter)

Nova relargada, novo salto de Daruvala, que impôs forte ritmo para ter uma vantagem confortável que se converteu em vitória depois de 22 voltas. Jüri Vips, que largou na terceira colocação, conseguiu superar Kari nas voltas finais para terminar em segundo, enquanto o finlandês completou o pódio depois de se defender bem da pressão exercida por Swartzman no desfecho da corrida. Marcus Armstrong colocou o terceiro carro da Prema entre os cinco primeiros da corrida 2.


 


Christian Lundgaard, David Beckmann e Max Fewtrell, os três da ART Grand Prix, terminaram em sexto, sétimo e oitavo, respectivamente. Yuki Tsunoda, da Jenzer, foi o nono, enquanto Felipe Drugovich, no seu fim de semana de esteia na categoria, completou o top-10 correndo pela Carlin. Pedro Piquet, da Trident, equipe da qual faz parte Niko Kari, foi o 16º.


 


A segunda das oito rodadas duplas da temporada 2019 da F3 está marcada para os dias 22 e 23 de junho na França, no circuito de Paul Ricard.


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Fonte Oficial: Grande Prêmio

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do KartSP.

Comentários

Posts Relacionados