shadow
Com as ruas em polvorosa por protestos contra o governo chinês nos últimos meses, Hong Kong perdeu a etapa da Fórmula E para a temporada 2019/20. A confirmação foi feita na tarde desta sexta-feira (4), após a reunião realizada em Colônia, na Alemanha, onde a FIA chancelou o calendário completo do campeonato. No lugar de Hong Kong, volta Marrakech. O conflito de datas com o WEC foi diminuído com relação ao calendário inicial, mas não acabou: ainda há uma data em comum.

 

O eP de Hong Kong estava marcado para o dia 29 de fevereiro, mas a categoria não se sentiu segura de ir à cidade em 2020. A justificativa é a onda de protestos causados pelo projeto de lei de extradição, que parte da população da cidade-estado acredita ser um atentado contra a liberdade de Hong Kong em relação à China.

Segundo a revista inglesa ‘Autosport’, o plano neste momento é que Hong Kong retorne ao calendário em 2021. Marrakech recebeu a FE nos últimos anos e tem toda a estrutura necessária para organizar o evento em poucos meses, por isso foi a cidade escolhida para tapar buraco, assim como Punta del Este em 2017, quando São Paulo cancelou participação.

Mercedes estreia na Fórmula E (Foto: Mercedes/Twitter)

“Depois de uma avaliação cuidadosa e seguindo conversas com acionistas fundamentais, a Fórmula E e os organizadores do evento concordaram de forma mútua que não correriam em Hong Kong na sexta temporada. Todas as partes, incluindo o governo local, segue comprometido a voltar no futuro e com a excelência operacional dos nossos eventos”, afirmou um porta-voz da categoria à revista.

 

Como já era esperado, a data de 14 de dezembro, que aparecia como sem local definido e seria a segunda etapa do campeonato foi cancelada, ao passo que uma nova data foi confirmada: o eP de Jacarta, na Indonésia, em 6 de junho.

 

A temporada começa com uma rodada dupla, conforme planejado, em Ad Diriyah, na Arábia Saudita. As provas, entretanto, serão numa sexta-feira e num sábado, dias 22 e 23 de novembro. O domingo, 24, fica reservado para o teste coletivo com pilotos que não fazem parte do grid. Houve a tentativa de realizar provas noturnas por lá e, segundo o site inglês ‘e-racing365’, a FE até organizou um teste de iluminação no Bahrein, mas a conclusão foi que a visibilidade ficaria comprometida e a ideia acabou abandonada.

 

Há, então, uma distância de quase dois meses para a segunda corrida, o eP de Santiago, em 18 de janeiro. Cidade do México e Marrakech aparecem na sequência, dias 15 e 29 de fevereiro, ao passo que o eP de Sanya acontece em 21 de março. Essa foi mais uma das confirmações, visto que havia um pré-acordo com Sanya, mas no calendário original a prova ainda aparecia como sem sede definida.

Jean-Éric Vergne venceu o eP de Sanya em 2019 (Foto: DS)

Entre o calendário inicialmente proposto e o divulgado hoje, mudanças para evitar conflito de datas com o WEC, que são as mais graves para os pilotos em comum. O primeiro foi solucionado pelo WEC, que mudou a data das 6 Horas de Spa em uma semana e saiu da rota do eP de Seul; depois, ao transferir a data de 14 de dezembro para junho, foi a FE que evitou a batida contra as 8 Horas do Bahrein. 

Entretanto, ao manter o eP de Sanya para 25 de abril, garantiu que haverá o conflito com as 6 Horas de Spa, no mesmo fim de semana. Sébastien Buemi, Brendon Hartley e James Calado, todos confirmados na FE, têm contrato com o WEC como prioridade e provavelmente ficarão fora da etapa chinesa.

 

Ainda há conflito com o DTM. A Fórmula E atrasou as etapas de Berlim e Nova York. Ao transferir o eP alemão de 30 de maio para 21 de junho evitou o casamento de datas com a etapa de São Petersburgo do DTM. Com o eP de Nova York agora em 11 de julho, no entanto, há um conflito com a etapa de Norisring da categoria de turismo. 

 

As duas mudanças foram feitas para acomodar a etapa da Indonésia – fossem mantidas as datas originais, a FE teria que sair de Berlim para Jacarta em uma semana. 

 

Fórmula E, temporada 2019/20, calendário oficial:

  DATA ETAPA
1 22/11 AD DIRIYAH – ARÁBIA SAUDITA
2 23/11 AD DIRIYAH – ARÁBIA SAUDITA
3 18/1 SANTIAGO – CHILE
4 15/2 CIDADE DO MÉXICO – MÉXICO
5 29/2 MARRAKECH – MARROCOS
6 21/3 SANYA – CHINA
7 4/4 ROMA – ITÁLIA
8 18/4 PARIS – FRANÇA
9 3/5 SEUL – CORÉIA DO SUL
10 6/6 JACARTA – INDONÉSIA
11 21/6 BERLIM – ALEMANHA
12 11/7 NOVA YORK – EUA
13 25/7 LONDRES – INGLATERRA
14 26/7 LONDRES – INGLATERRA

 


 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Fonte Oficial: Grande Prêmio

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do KartSP.

Comentários