shadow
A tradicional reunião entre organização da Stock Car, membros da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e representantes e chefes de equipes realizada no primeiro dia de trabalhos de etapas da categoria ocorreu na última sexta-feira (9) em Campo Grande, palco das corridas deste final de semana.

E tal reunião foi palco de uma situação inusitada. O GRANDE PRÊMIO pode confirmar que, no encontro, a CBA entregou para cada uma das equipes um papel com espaço para que elas façam sugestões de vistoria técnica em carros.

Neste papel, há o título “Sugestão Vistoria Técnica Stock Car 2019”. Abaixo, o informe de que a etapa é realizada em Campo Grande e, em seguida, a mensagem “Deixe aqui sua sugestão para a vistoria”, com um espaço sublinhado por fim. Além disso, foi disponibilizada uma urna para que as equipes depositassem os papeis de forma anônima.

O papel entregue pela CBA


Em contato com as equipes da categoria, o GP apurou que a proposição da CBA foi recebida de maneiras distintas. Diversas equipes afirmaram que entenderam tal situação como um pedido para que se  “entregue peças irregulares de rivais”, ou que a CBA deveria se responsabilizar totalmente pela vistoria completa dos carros, sem pedir atos específicos às equipes.

Duas equipes permitiram a divulgação de suas opiniões na matéria: a Ipiranga e a Prati Donaduzzi. Por meio de seu chefe, Rodolho Mattheis, esta segunda disse que “acha interessante as equipes participarem desta decisão, para que ideias novas surjam e todos trabalhem juntos.”

Já a Ipiranga comentou o fato por meio de Rachel Loh, engenheira da equipe e que foi sua representante na reunião: “Não foi nada que nos surpreendeu, vejo até com bons olhos para que vejam oque podem melhorar na vistoria. Acho importante. Vamos fazer a sugestão e uma lista, com certeza. Não é a primeira vez que foi pedido, achamos importante avisar o que deve ser checado nos carros.”

Campo Grande recebe a sexta etapa da Stock Car 2019 (Foto: Duda Bairros/Vicar)

Procurada, a CBA se posicionou sobre o caso. Por meio de Alfredo Tambucci Filho, presidente da Comissão Nacional de Velocidade da entidade, afirmou que tal método faz parte do “aprimoramento dos procedimentos técnicos e esportivos.”

“Temos ouvido equipes, pilotos e promotores de todas as categorias. Organizamos ‘workshops’ para nossos comissários técnicos e desportivos, assim como, dinâmicas de grupo com pilotos e chefes de equipe. Dando continuidade a esse processo participativo, abrimos para que todas as equipes possam sugerir itens e procedimentos de vistoria técnica. É importante essa conexão entre os atores envolvidos diretamente com o automobilismo. A CBA entende que o esporte só tem a ganhar com essa interação, tornando os processos ainda mais rápidos e precisos”, concluiu Tambucci.

A corrida 1 em Campo Grande está marcada para 15h de domingo. A segunda prova tem início às 16h02. O GRANDE PRÊMIO cobre a sexta etapa da temporada 2019 ‘in loco’ com o repórter Felipe Noronha.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Fonte Oficial: Grande Prêmio

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do KartSP.

Comentários