shadow

Há 11 anos, Felipe Massa vencia o GP do Brasil, mas perdia o título mundial segundos depois. A ultrapassagem de Lewis Hamilton sobre Timo Glock é um momento clássico do automobilismo, por mais que também seja triste para os brasileiros. Aquele momento também causou um outo, bizarro, nos boxes da Ferrari, quando um mecânico, que havia descoberto o resultado antes que todos os presentes, deu uma cabeçada na parede.

Esta história inspirou a série V12, lançada pelo GRANDE PRÊMIO nesta segunda-feira (11), e é o tema do primeiro episódio, que você pode assistir acima – e na GPTV

E o que Thiago Camilo tem a ver com isso? Muita coisa, na verdade. Ele era um dos brasileiros presentes nos boxes da Ferrari e estava exatamente ao lado do famoso mecânico. Por isso, relembrou aquele dia ao GP.

Thiago Camilo comemora a vitória de Felipe Massa em 2008 nos boxes da Ferrari (Foto: Reprodução)

Ele, aliás, consegue enxergar até um lado positivo em tudo aquilo: “Acho que não deixa de ter sido um momento feliz, porque acho que o Felipe conseguiu concretizar uma vitória no GP do Brasil, eu sei o quanto é importante para a carreira dele, o quanto ele queria aquilo naquele momento.”

Porém, o marcante é a cabeçada. E Camilo explica por que ela ocorreu: apenas o mecânico percebeu que Lewis Hamilton passou Timo Glock, e por um motivo até simples…

“Óbvio que ele queria o título e por alguns segundos ele acabou sendo campeão. Fato que a imagem que a gente tinha de dentro do box não era a mesma da transmissão, então a gente não sabia o que estava acontecendo com os carros para trás.”

“O Felipe era campeão naquele momento, até que um mecânico da Ferrari foi olhar a tela de cronometragem, algo que nem passava pela nossa cabeça, e aí viu que de fato o Hamilton tinha ganho a posição do Glock e conquistado o título”, revelou o atual terceiro colocado da Stock Car.

O desespero de Felipe Massa ao ver a Ferrari com problema na Hungria quando liderava (Foto: AP)

Camilo ainda comentou sobre como a Ferrari prejudicou Massa em pontos cruciais do campeonato – algo que a V12 também lembra no vídeo: “Mas acho que o Feipe estava num momento muito especial da carreira e ele não perdeu o campeonato no Brasil, isso foi o que mais tirou o peso das costas dele.”

“Ele sabe que houve por parte da Ferrari erros grotescos, como o da mangueira em Singapura, então mais do que o ponto no Brasil, teve os pontos que a própria Ferrari jogou fora. Então foi uma vitória, foi comemorada como deveria ser, então é um momento muito simbólico. Mas óbvio que ficmaos tristes, seria perfeito, ainda mais no Brasil”, concluiu.

A série V12 vai ao ar durante esta semana de GP do Brasil, com cinco episódios relembrando momentos relegados da prova. De segunda a sexta, um vídeo novo às 20h.


 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Fonte Oficial: Grande Prêmio

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do KartSP.

Comentários