shadow

O Campeonato Sul-Americano de motores Rotax terminou no último domingo (05/07), em Florianópolis (SC). Na primeira vez em que foi disputada no país, a competição terminou com cinco títulos brasileiros entre as sete categorias que estavam em jogo. Destaque para a conquista de Rubens Barrichello.

Aos 43 anos de idade, o piloto com maior número de participações em GPs de Fórmula 1, conquistou pela segunda vez em sua carreira um título sul-americano de kart. O primeiro havia sido em 1987, antes mesmo de iniciar sua carreira em monopostos. A segunda conquista, agora na competição monomarca da Rotax, veio pela categoria DD2. Rubens largou na segunda posição da corrida final e assumiu a ponta ainda na primeira curva. A partir daí, abriu vantagem para o restante do pelotão e garantiu não só a taça, mas também a vaga no mundial dos motores Rotax que será disputado em novembro, em Portugal. “Vou estar em Portugal, será uma honra participar desta competição”, disse o piloto, que também é o atual campeão da Stock Car Brasil.

Outros quatro títulos ficaram com pilotos brasileiros. Correndo em casa, o catarinense João Vitor Barcelos dominou o fim de semana na categoria Micro Max e se tornou campeão sul-americano. Leonardo Reis faturou o título da Mini Max; João Rosate saiu campeão da Rotax Max e o veterano Fernando Guzzi garantiu seu bicampeonato sul-americano e vaga no mundial pela quinta vez ao vencer a Max Masters.

Os únicos não-brasileiros a vencer no Sul-Americano foram: o argentino Fernandez Matias, campeão da Rotax Júnior Max e Gabriel Zughella, provisoriamente campeão da DD2 Masters após uma polêmica punição ao catarinense Leonardo Nienkotter. O resultado desta categoria, porém, está sub-júdice.

Com esses resultados, cinco pilotos saíram de Florianópolis com passaporte carimbado para o Rotax Max Challenge Grand Finals: além de Barrichello, Fernandez Matias(Júnior Max), Fernando Guzzi (Max Masters); João Rosate (Max Sêniors) e outro argentino, Gabriel Zughella (DD2 Masters).

Já os campeões da Micro e Mini Max ganharam a inscrição para o Sul-Americano de Rotax 2016, que será disputado em Lima, no Peru.

Confira como terminou cada categoria no Sul-Americano de Rotax 2015:

Categoria Micro Max
1º) João Vitor Barcelos (Bra), 15 voltas 15m09s713
2º) Diego Contecha (Col), a 0s268
3º) Gabriel Gomez (Bra), a 8s852
4º) Valéria Vargas (Col), a 8s972
5º) Pedro Aizza (Bra), a 9s246
6º) Nicolas Orozco (Col), a 16s131
7º) Gianni Arione (Chi), a 1 volta
8º) Lucca Zucchini (Bra) , a 1 volta
9º) Rodrigo P. da Silva (Bra), a 1volta
10º) Nicolas Duran (Chi), a  1 volta
Melhor º volta: Diego Contecha -59.915 (média 73,904 km/h), 15ª volta

Categoria Mini Max
1º) Leonardo Reis (Bra), 15 voltas em 14m31s086
2º) Thomas Kuehne (Bra), a 0s454
3º) Gabriel Bortoleto (Bra), a 3s979
4º) Enrico Delucca  (Bra), a 4s429
5º) Juan Rodriguez (Col), 5s408
6º) Fernando Barrichello (Bra), a5s998
7º) Lorenzo Astiz (Arg), a 9s136
8º) Lucas Cristancho (Col), a 12s137
9º) Leonardo Cerise (Bra), a 19s416
Melhor volta: Gabriel Bortoleto, na 4ª passagem, com 57s090

Categoria Júnior Max
1º) Fernandez Matias (Arg), 20 voltas em 18m17s237
2º) Marcel Coletta (Bra), a 1s925
3º) Caio Colet (Bra), a 6s777
45º) Rafael Reis (Bra), a 8s841
56º) Ruan Belizari (Bra), a 10s587
67º) Gianluca Petecof (Bra), a 11s055
78º) Sebastian Rodriguez (Col), a 11s260
8º) Guilherme Palhari (Bra), a 11s570
9º) Eduardo Barrichello (Bra), a 11s722
10º) Pedro Adami (Bra), a 17s283
11º) Vinicius Zanuto (Bra), 18s053
12º) Nicolas Brueckner (EUA), a 19s295
13º) Henri Forest Bra), a 19s441
14º) Pedro Burger (Bra), a 21s708
15º) Bastian Oyarzun (Chi), 28s388
16º) José Victor Adami (Bra), a 28s821
17º) Pablo Falchi (Uru), 29s344
18º) Fabrizio Yaluk (Par), a 29s876
19º) Diego Dominguez (Par), 30s288
20º) Diego Ferro (Per), a 30s334
21º) Lucas Vicino (Arg),         a 43s633
23º) Marco Canillas (Par), a 8 voltas
24º) Christian Fliter (Bra), a 12 voltas
Melhor volta: Nicolas Brueckner, 54s392 (média 81,409 km/h), 19ª volta

Categoria Max Masters
1º) Fernando Guzzi (Bra), 18 voltas em 16m38s003s
2º) Marcos Rubin (Bra), a 1s762
3º) André Guidalli (Bra), a 2s130,
4º) Roberto Azana (Bra), a 2s771
5º) Rafael Falk (Bra), a 7s008
6º) George Gusmão (Bra), a 8s989
7º) Damian Colombo (Arg), a 10s462
8º) Edmundo Loyer (Per), a 17s368
9º) Rodrigo Alenaz (Arg), a 22s462
10º) Jeferson Muccio (Bra), a 25s749
11º) Gerson Campos (Bra), a 28s622
12º) Jairo Gonçalves (Bra), a 31s557
13º) Onassis de Souza (Bra), a 39s673
14º) Beto Nini (Bra), a 56s179a
15º) Anderson Faita (Bra), a 7 voltas
16º) Ivo Pasinato Júnior (Bra), a 7 voltas
17º) Bruno Moraes (Bra), a 17 voltasss
Melhor volta: Anderson Faita, 54s838 (média 80,746 km/h), 11ª volta

Categoria Max Sêniors
1º) João Rosate (Bra), 20 voltas em 18m11s584
2º) Luca Travaglini (Bra), a 10s148
3º) Murilo Della Coletta (Bra), a 10s558
4º) Lucas de Souza (Bra), a 11s443
5º) João Cunha (Bra), a 11s785
6º) Matias Vasquez (Arg), a 11s842
7º) Gabriel de Oliveira (Bra), a 13s312
8º) Miguel Zaldivar (Par), a 14s015
9º) Santiago Alvarez (Arg), a 18s862
10º) Matheus Wormsbecker (Par), 19s988
11º) Pietro Guglielmi (Bra), a 22s661
12º) Pedro Sanchez (Bra), a 22s986
13º) Pablo Ganberini (Chi),  a 25s933
14º) Juan Pablo Ruano (Col), a 26s505
15º) Jeff Giassi (Bra), a 32s400
16º) André Giotto (Bra), a 9 voltas
17º) Andres Canillas (Par), a 13 voltas
Melhor volta: João Rosate, 54s019 (média 81,971 km/h), 14ª volta

Categoria DD2 Masters (Sub-júdice)
1º) Gabriel Zughella (Arg)

2º) Leonardo Nienkotter (Bra) – punido em 5s

3º) Rafael Moro (Arg), a 5s469
4º) Michel Aboissa (Bra), a 10s305
5º) Adams Christophe (Bel), a 12s131
6º) Camilo Matiz (Col), a 12s489
7º) Roberto Azana (Bra), a 14s409
8º) Diego Camodeca (Arg), a 14s512
9º) Santiago Guerrero (Col), a 14s567
10º) Jorge Gomez (Col), a 15s663
11º) Osmar Santos (Bra), a 18s248
12º) Juan Nietzel (Arg), a 25s171
13º) Horacio Torres (Chi), a 25s740
14º) Diego Graziani (Arg), a 26s515
15º) Paulo Martinelli (Bra), a 27s021
16º) Munir Aboissa (Bra), a 27s129
17º) Luis Souza (Bra), a 32s090
18º) Martin Schutz (Arg), a 36s851
19º) Pablo Gamberini (Chi), a 58s645
20º) Pablo Yanur (Chi), a 2 voltas
21º) Esteban Simonetto (Bra), a 8 voltas
22º) Jobson Ortega (Bra), a 10 voltas
Melhor volta: Jorge Gomez, 53s632 (média 82,562 km/h), 15ª volta

Categoria DD2
1º) Rubens Barrichello (Bra), 20 voltas em 17m49s080
2º) Brian Stafuza (Arg), a 12s794
3º) Alberto Cattucci (Bra), a 14s998
4º) Alexandre Palhari (Bra), a 17s337
5º) Kevin Luedi (Sui), a 17s388
6º) Luca Milani (Bra), a 19s743
7º) Pablo Larroquete (Chi), a 20s174
8º) Matheus Coletta (Bra), a 22s454
9º) Yuri Alves (Bra), a 26s114
10º) Matias Vallanueva (Chi), a 27s862
11º) Nelson Stanisci (Bra),  a 3 voltas
12º) Luís Mondaca (Chi) , a 14 voltas
13º) Murilo Della Coletta (Bra), a 17 voltas
Melhor volta: Rubens Barrichello, 53s011 (média 83,529 km/h), 17ª volta

 Fonte: Allkart.net

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do KartSP.

Comentários